#OQueLi: O Estranho Mundo de Tim Burton - Paul A. Woods

1 recados
Sinopse: O almanaque completo da vida e obra de Tim Burton, um dos diretores mais bem-sucedidos dos últimos vinte e cinco anos e também um dos mais polêmicos. Quase todos os seus filmes, de Os fantasmas se divertem a Alice no país das maravilhas, arrecadaram milhões, foram visualmente impactantes e geraram controvérsias. Você talvez o ache um cara estranho; afinal, Burton só se veste de preto, faz filmes estranhos e desenhos com monstros. Mas ele, na verdade, é apenas um adulto com cabeça de criança, ainda tímido, que adora expressar em seus filmes tudo que se passa em sua mente criativa. Este almanaque é uma reunião de textos e entrevistas sobre (e com) Burton, dissecando seus filmes e o próprio em ordem cronológica e fazendo com que entendamos a “estranheza” do genial diretor. Você descobrirá que ele era um garoto isolado, que uma vez seus pais fecharam a janela de seu quarto com tijolos, que a maioria de suas produções tem referências a filmes antigos, que ele trabalhou na Disney, que uma de suas namoradas salvou sua vida e muito mais.

Páginas:344 Editora: LEYA



Então esse é um livro que ganhei de uma amiga (Obrigada Isabels linda!!! <3 ), o livro é sobre alguns filmes, curtas, série do diretor Tim Burton que para mim é um gênio e faz filmes incríveis!!! O livro pega vários filmes, curtas e fala sobre eles, sua história, como foram feitos só que por várias reportagens. Eu gostei bastante por não ter só a opinião e voz do autor mas, sim de vários jornalistas que falaram sobre X filme, curta do Tim Burton. 
O livro é lindo! Tem várias fotos do Tim Burton, de seus filmes, das gravações o que deixa o livro ainda melhor. Para aqueles que gostam do diretor Tim Burton super recomendo o livro.






Creeper: Ideias para usá-lo.

0 recados
Os creepers foram criados por soldados na Segunda Guerra Mundial, pois precisavam de um calçado resistente para as batalhas, por isso o solado tão grosso. Os anos foram se passando e os creepers tornaram-se os sapatos preferidos dos rapazes que pertenciam à cultura underground e hoje não somente os garotos mas, as garotas também aderiram a moda.
Na gringa eles são muito usados, aqui as vezes acabamos vendo uma ou outra pessoa usando. Eu desde o inverno passado estava com muita vontade de ter um, acabei não comprando mas, semana passada vi uma promoção no site da Melissa e me entreguei ao Billy Creepers da Melissa. 

Ele é bem básico, confortável apesar de bem pesadão. E com certeza irei usar ele muito mas, como é uma peça que não vemos muito por aqui, acabamos não tendo muita ideia de como usar. Por isso fui procurar alguns looks para me inspirar e ajudar quem tem ou quer ter um creeper para chamar de seu.

Sites como o lookbook.nu e outros blogs ajudam muito na hora de você ter alguma ideia para usar seu creeper. Separei dois blogs que eu gosto muito e que suas blogueiras fazem do creeper algo básico.






Lua P do blog Le Happy: http://www.le-happy.com/

E  Tess Lively do blog Style Sory http://tess-lively.blogspot.com.br/



#OQueLi Carrie a Estranha - Stephen King

0 recados
 Nesta semana li o livro Carrie A estranha do autor Stephen King. Este ano saiu um remake do filme que já assisti e curti mas, o livro além de ter algumas diferenças do remake, é melhor que o filme. Enfim, vamos ao livro.

Sinopse:Carrie, a Estranha narra a atormentada adolescência de uma jovem problemática, perseguida pelos colegas, professores e impedida pela mãe de levar a vida como as garotas de sua idade. Só que Carrie guarda um segredo: quando ela está por perto, objetos voam, portas são trancadas ao sabor do nada, velas se apagam e voltam a iluminar, misteriosamente.
Aos 16 anos, desajustada socialmente, Carrie prepara sua vingança contra todos os que a prejudicaram. A vendeta vem à tona de forma tão furiosa e amedrontadora que até hoje permanece como exemplo de uma das mais chocantes e inovadoras narrativas de terror de todos os tempos.


Editora: SUMA de Letras Páginas:199

Gostei muito de como a história é narrada e quando comecei não imaginava que seria da maneira que foi. A história vai sendo mostrada pela Carrie, sua mãe, por seus colegas de escola, pessoas da cidade, sobre reportagens de jornal falando sobre o acontecimento maior, por reportagens durante o caso Carrie White e o que mais gostei por explicações científicas da Telecinesia que Carrie White possuía. A história em si é fácil e bem básica, vemos Carrie, sua vida com sua mãe e sua vida na escola, como ela descobri seu ''dom'' ou ''poder'' e como ocorre todo o evento principal da história. Como disse é uma história simples mas, que não falha, após ler você descobre porque Stephen King é considerado com um dos mais reconhecidos autores pelo mundo. 
Este foi o primeiro livro que li do Stephen King (comecei a ler Sob a Redoma mas, não terminei) mas, lendo acho que qualquer livro dele você consegue notar como ele tem uma escrita mais pesada. O que acabam deixando seus livros muito realistas na minha opinião. 


Beijos, Bia

#OQueLi: Os Homens que Não Amavam as Mulheres.

0 recados


Sinopse:Os Homens que Não Amavam as Mulheres é um enigma a portas fechadas - passa-se na circunvizinhança de uma ilha. Em 1966, Harriet Vanger, jovem herdeira de um império industrial, some sem deixar vestígios. No dia de seu desaparecimento, fechara-se o acesso à ilha onde ela e diversos membros de sua extensa família se encontravam. Desde então, a cada ano, Henrik Vanger, o velho patriarca do clã, recebe uma flor emoldurada - o mesmo presente que Harriet lhe dava, até desaparecer. Ou ser morta. Pois Henrik está convencido de que ela foi assassinada. 

Páginas: 522 / Editora:Companhia das Letras

O livro para mim foi muito bom!! A muito tempo eu tinha vontade de lê-lo mais acabava sempre não o comprando, então acabei ganhando o primeiro e o terceiro da trilogia. No início (tipo as primeiras 100 páginas) achei o livro enrolado e se fosse por mim poderia ser super resumido em poucos capítulos, enfim. Continuei e o livro começou a ficar realmente muito bom. A história começou acontecer de verdade e crescer cada vez mais. 
O livro tem uma história muito boa que acaba nos invadindo e fazendo com que apenas iremos querer ler. O livro trata de um mistério de muitos anos atrás, também fala bastante sobre a violência de todas as maneiras contras as mulheres na suécia onde a história quase que inteira se passa. 
Acho que não tenho como explicar a história em si porque soltaria spoilers e acho péssimo isso, apenas digo que leiam. Irei continuar a trilogia não sei ainda quando, mas logo colocarei aqui sobre a trilogia.


Beijos, Bia.